Fabiana Dias da Rocha e a Lógica do Vade Mecum

Fabiana Dias: foto da editora

Para unir assuntos jurídicos e do mundo dos negócios, criamos o  Podcast “Bom Saber”. Ao longo dos episódios, convidamos autores renomados para conversar sobre temas como Direito, estudos, literatura e pesquisa. 

Neste episódio, conversamos com a editora Fabiana Dias da Rocha sobre a produção e  publicação da 34ª edição do Vade Mecum Saraiva Jur.

O Vade Mecum é uma obra que possui presença recorrente na vida de estudantes, professores, concurseiros e profissionais do Direito. Como o livro reúne as principais leis e normas do país, existe um trabalho enorme da equipe de Legislação da Saraiva Jur para mantê-lo atualizado, relevante e acessível. 

Neste artigo você encontra os principais trechos de nossa entrevista com a editora jurídica Fabiana Dias da Rocha. Para conferir o episódio completo, escute o podcast:

Quem é Fabiana Dias?

Fabiana Dias possui vinte e cinco anos de experiência em editoria jurídica. Há quinze anos, a editora faz parte da equipe  responsável por cuidar do catálogo de legislação da Saraiva Educação. 

Durante esse episódio ela irá explicar sobre a lógica do Vade Mecum, passando por pontos como a elaboração da estrutura,  melhor método para encontrar informações importantes e como funcionam os índices do Vade. Confira!

Como é a produção do Vade Mecum Saraiva? Um livro enorme cheio de leis e normas jurídicas, como funciona? E muita gente tem curiosidade em saber, de onde vem esse nome? 

Fabia Dias: Vade Mecum é um termo em latim que significa “anda comigo”, “vai comigo”, e a proposta do Vade é justamente essa! Porque o Vade reúne as leis mais importantes do nosso país. 

Queremos que o Vade ajude nosso leitor, independente da fase que ele esteja, seja um estudante, um profissional, um concurseiro. O nosso intuito é que ele ande sempre com a obra e possa consultar as principais normas do nosso país, de forma rápida e eficiente

Como ele é feito: a gente lê todos os atos que saem no Diário Oficial da União e Diário da Justiça Eletrônico , pois é lá  que são publicadas todas as leis de âmbito federal. Lemos esse jornal diariamente e é um trabalho extenso, às vezes o pessoal até pergunta: “mas vocês leem todos os atos que saem lá, mesmo?” Sim, lemos todos os atos e selecionamos tudo  aquilo que é de interesse para o Vade Mecum.

A partir do momento que fazemos a seleção daquilo que vai entrar no Vade, partimos para um segundo momento: analisar cada ato selecionado e definir a forma como ele vai entrar no Vade Mecum.

A gente também trabalha com notas remissivas. Pois às vezes colocamos uma atualização, uma lei, um decreto ou uma medida provisória que se relaciona com outras normas que já estão dentro do ato. Então, a gente desenvolve as notinhas pra fazer toda essa interligação entre os diplomas

Para isso, fazemos também a indexação nos índices, então o Vade Mecum da Saraiva tem índice cronológico, tem índice sistemático e índice alfabético. Sendo assim, toda vez que entra uma atualização que interfere nesses índices, a gente também faz essa análise.

Então é um processo bem minucioso de entender como cada atualização vai impactar dentro da obra. 

Como saber quais são as normas mais importantes para o Vade Mecum?

Fabia Dias: essa seleção é criteriosamente feita por nós com base na grade curricular das principais faculdades de Direito e editais de concursos para carreiras jurídicas.

Porque essa obra é direcionada para o estudante e é, também, direcionada para o concurseiro, então temos que estar atentos para que realmente seja uma seleção assertiva.

E na prática, como vocês pegam e juntam todos os textos legais, para que vire aquele livro que todo mundo conhece? 

Fabia Dias: a gente manda os arquivos selecionados para o departamento de produção. Lá, o livro vai passar pelo processo de diagramação, de acordo com o projeto gráfico da obra.

Depois que passar pelo processo de diagramação ele vai pra revisão, o revisor vai fazer as leituras para ver se está tudo de acordo com o que foi publicado no Diário Oficial. E esse processo será repetido até a data em que a obra for fechada, aí a gente encerra essa dinâmica para o livro impresso e para legislação adicional que o  acompanha. 

O Vade Mecum é um livro tão grande e robusto, como vocês fazem para estruturá-lo de uma maneira que o leitor consiga encontrar um conteúdo facilmente na hora da leitura? 

Fabia Dias: No início da obra você encontra os índices, depois, a gente divide o livro pela constituição federal, pelos códigos, pelos estatutos. Também temos a preocupação de pensar a obra num projeto gráfico que sempre traga uma leitura agradável para o consumidor, mas sem comprometer o trabalho editorial

Então, a estrutura é sempre pensada para manter o livro atualizado, o conteúdo é sempre revisto, para chegar na mão do consumidor e proporcionar para ele a melhor experiência de consulta e estudo. 

E tem uma edição nova aí no mercado, que acabou de chegar e tá fresquinha. Tem alguma novidade?

Fabia Dias: Tem uma novidade muito bacana, na trigésima quarta edição Vade Mecum Saraiva vai ter o Saraiva Conecta, uma plataforma de conteúdos complementares ao livro.E o que os nossos consumidores vão encontrar nessa plataforma? Nela  vamos ter o serviço atualize seu código. 


Como funciona: após a data de fechamento do livro, que está escrita lá na página IV, com certeza vão sair outras leis que vão interferir no livro. No caso da trigésima quarta edição, foi 29/6/22.E aí como é que faz? O consumidor vai ficar sem essa informação? Não.

Tudo que for publicado de 30/6/22 até 31/10/22 nós vamos analisar e se interferir no Vade, vamos disponibilizar através do serviço atualize seu código. 

Leia mais: Mudanças e atualizações no Direito em 2022

A segunda novidade é que vamos disponibilizar alguns materiais extras que, no caso da 34ª edição, serão os enunciados das jornadas. Com destaque para as Jornadas de Direito Civil — acabou de sair a 9ª Jornada.  

E tem vídeo também: colocamos alguns vídeos para falar sobre a estrutura de uma norma jurídica. Porque um ato normativo, uma lei, um decreto, uma medida provisória, ela possui uma organização própria, precisa seguir um padrão.

Talvez alguém esteja se perguntando: o que que é parágrafo? O que que é artigo? O que que é inciso? A gente vai explicar tudo isso nesse vídeo e como isso é configurado dentro de um ato normativo. Está bem bacana!

Vade Mecum: conheça a obra

O Vade Mecum é uma obra fundamental na estante de todos os alunos. Com o formato pensado para mostrar as relações entre as práticas jurídicas.

Conta também com o material exclusivo do Mapa da Legislação Emergencial de 2020 a 2022, relacionado ao enfrentamento da pandemia, a obra inclui as mudanças mais importantes dos últimos anos. Confira mais detalhes da 34ª edição do Vade Mecum.

Gostou da entrevista com a editora Fabiana Dias? Confira também nossa conversa com Celso Amorim sobre a diplomacia na América Latina e sua obra “Laços de confiança”.

Você também pode gostar

Artigos em destaque