Conheça 16 técnicas de memorização e potencialize seus estudos!

Descubra mais sobre as principais técnicas de memorização e como ter mais sucesso nos estudos. Continue a leitura!
Técnicas de memorização: mulher com mãos sobre a cabeça

Na hora de estudar, além de passar por conteúdos difíceis de aprender, ainda é preciso guardar uma grande quantidade de conhecimento na cabeça. Para garantir que você recorde da matéria que viu, a melhor saída é apostar em técnicas de memorização.

Continue neste texto e descubra mais sobre a memorização, vendo sua importância e técnicas para melhorar a sua e ter mais sucesso nos estudos. Com uma preparação otimizada, você com certeza terá melhores resultados em provas da faculdade, de concursos e na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

O que são técnicas de memorização?

De início, precisamos trazer o significado de memória, que nada mais é do que a capacidade do seu cérebro de adquirir, armazenar e lembrar de informações. Esse processo pode ser feito de duas formas:

  1. memória de procedimento, que armazena as habilidades desenvolvidas com um mesmo padrão, como a capacidade motora; e
  2. memória declarativa, que guarda informações ligadas a dados, dedução e criação.

Quando falamos de técnicas de memorização, estamos diante de práticas que estimulam sua atenção, concentração, fazendo com que possa reter mais conhecimento. Assim, antes de uma prova, você utiliza diversos métodos que são mais eficazes para aprender um conteúdo e se lembrar dele.

Nos estudos, é muito importante entender a necessidade de memorizar, e não apenas decorar o conteúdo visto. Quando se decora algo, você se lembra daquilo e talvez até consiga aplicá-lo, mas sem entender realmente, pode chegar facilmente em um raciocínio errado.

Por isso ter técnicas de memorização é tão importante, para acessar aquilo que você de fato sabe. Os seus estudos precisam ser uma soma entre aprender e recordar o que viu para aplicá-lo.

Conheça 16 técnicas de memorização para melhorar seus estudos

Assim como as outras habilidades e competências que temos, a memorização pode ser inata ou aprendida. Alguns já nascem bons nisso, mas o importante é que todos podem melhorar.

Assim, ao utilizar técnicas de memorização, você consegue ter resultados cada vez melhores em seus estudos. Veja agora 16 delas!

1. Leia e releia

Uma das melhores coisas para a memória é a repetição, por isso, ler e reler traz uma absorção maior do que é visto. Quanto mais você revisita um conteúdo, mais detalhes vão sendo descobertos e armazenados.

Leia também: Qual é a verdadeira importância da leitura?

2. Ensine o conteúdo aprendido

Quando se explica algo a um amigo, a sua compreensão sobre o assunto é testada, uma vez que você vê se pode ou não passá-la para frente. Aproveite quando tiver alguém estudando o mesmo conteúdo para explicá-lo e aperfeiçoar sua memorização.

banner e-book Guia de Estudos OAB: clique para baixar!

3. Estude em voz alta

Ao estudar em voz alta, sua atenção e memória ficam mais fortes. Sempre que possível — a depender do lugar em que estiver — experimente realizar suas leituras em voz alta, muito provavelmente você se lembrará melhor do que viu.

4. Resolva exercícios

Uma das melhores formas de saber se realmente guardou informações relevantes é colocando-as em prática! Os exercícios, além de estimularem seu cérebro a relembrar um conteúdo, te prepara para os exames.

5. Faça uma gravação

Se ler em voz alta e várias vezes ajudam, gravar o que estuda é ainda melhor. Você ganha ao produzir um áudio com a matéria e, ainda mais, ao escutá-lo em repetidos momentos.

6. Explore conteúdos audiovisuais

Se tem uma técnica de memorização boa é a de assistir filmes e vídeos didáticos, pois ajuda no entendimento do conteúdo, prende sua atenção e dá dinamismo. Com uma criação de conteúdo cada vez maior, que tal buscar por filmes, séries e podcasts que engrandecem seus conhecimentos?

Leia também: Especial Oscar 2023: conheça 8 filmes para estudantes de Direito

7. Construa mapas mentais

Quando o conteúdo está esquematizado, fica mais fácil de entendê-lo, lembrá-lo e fazer ligações entre conceitos. Por isso recomendamos a construção de mapas mentais com os tópicos centrais, ou ainda a criação de outros tipos de organogramas.

8. Estude em grupo

Participando de um grupo, você tem a oportunidade de explicar o conteúdo para os colegas, assim como analisar as informações de outros pontos de vista. Fora que a coletividade te tira da rotina cansativa e motiva a focar ainda mais nos estudos.

9. Conte com os acrônimos

Os acrônimos assim como outros métodos de assimilação de informações — são ótimos na memorização. Nele, você cria uma sigla utilizando a primeira letra de diversas palavras que precisam ser lembradas, fazendo uma relação de uma palavra com várias.

10. Crie histórias sobre o assunto

Muitas vezes, temos dificuldade em aprender algo por não conseguirmos visualizar de forma concreta. Por isso uma boa técnica de memorização é a criação de histórias, afinal já é sabido por todos que um bom  storytelling deixa o conteúdo mais tangível.

11. Construa rimas

Um método já bastante utilizado, a construção de rimas nos acompanha desde a infância. Essa é mais uma forma de assimilação, afinal, se utiliza uma palavra para lembrar de outra.

12. Utilize fichas de memorização

Com fichas ou cartões de memorização, você escreve os pontos principais que precisa lembrar, de um modo que a compreensão do conteúdo fique facilitada. Para ter resultados ainda melhores, aposte em diferentes cores, formatos e títulos.

13. Tenha um ritmo de estudos

Seja para aprender ou lembrar, seus estudos precisam ter algum ritmo, não acontecendo de forma esporádica. Seu cérebro precisa se acostumar com uma rotina de aprendizagem para absorver cada vez mais.

14. Faça pausas em seus estudos

Por mais que você precise criar um hábito de estudar, é sempre necessário descansar um pouco. Sem pausas, sua mente ficará exausta ao ponto de não funcionar mais da forma esperada, tornando suas atividades improdutivas.

15. Se recompense

Com motivação, conseguimos aprender cada vez mais! Tanto para a memorização quanto para qualquer outra atividade, se recompensar após bons resultados é uma forma de garantir que continuará no caminho do sucesso.

16. Continue com as técnicas que funcionam para você

Todos nós somos diferentes e, graças a isso, temos formas diferentes de aprender e lembrar de conceitos importantes. As técnicas de memorização anteriores são boas, mas podem não funcionar para você. Por isso, explore o máximo possível e fique com aquelas que mais te ajudam.

Esperamos que você tenha gostado de nossas técnicas de memorização e as coloque em prática. Se, além delas, precisa desenvolver outros pontos, conheça as metodologias inovativas e descubra como aplicá-las na educação!

Você também pode gostar

Artigos em destaque