Descubra o que é e quais as principais vantagens da Educação Corporativa

Descubra o que é a Educação corporativa, seus benefícios, importância e como colocá-la em prática. Continue a leitura!
educação corporativa: imagem de palestra em empresa

A Educação Corporativa é uma prática que tem sido cada vez mais implementada nas empresas. Ela é uma forma de investir nos colaboradores e assim melhorar a empresa. 

Além de poder ser considerada um benefício para os trabalhadores. Ou seja, ela é importante e vantajosa para os dois lados.

Com a educação corporativa a empresa poderá alcançar resultados altos e ganhar bastante visibilidade no mercado. Por isso, apostar nela pode ser uma boa saída para conseguir desenvolver a organização.

Mas se você ainda não sabe muito bem o que é a Educação corporativa, seus benefícios, importância e como colocá-la em prática é só continuar a leitura do artigo que preparamos para você!

O que é educação corporativa?

A educação corporativa é uma prática que acontece dentro de empresas, onde essas possibilitam que seus colaboradores façam cursos e aprendam coisas novas. Assim ele se desenvolve, faz reciclagem e dessa forma se mantém com um alto nível técnico.

A educação corporativa normalmente é implementada pelo setor de recursos humanos (RH) ou gestão de pessoas. Junto com os líderes da cada equipe é traçado um plano para desenvolver e dar continuidade no aprendizado dos funcionários.

lançamento da benvirá: clique aqui e confira!

A educação corporativa no Brasil

A educação corporativa no Brasil ainda está se desenvolvendo, mas é possível ver um crescimento, principalmente em relação às lideranças.

Segundo a 15ª edição da pesquisa “Panorama dos Treinamentos no Brasil” os investimentos em conteúdo nas empresas, nos anos de 2020 e 2021, foi 55% para as altas lideranças, gerência e supervisores e 45% do investimento para os colaboradores que não são líderes.

Isso é 10% maior se comparado com a última pesquisa e também é o terceiro crescimento consecutivo. Portanto, as empresas brasileiras estão investindo e focando cada vez mais no desenvolvimento dos funcionários.

Modelos de aprendizagem

Quanto ao formato em que os cursos e capacitações foram entregues, segundo a pesquisa 56% foram presenciais, 19% Ensino a Distância (EAD) online não ao vivo com uso de aulas gravadas, 18% EAD online com professor ao vivo e 7% EAD offline, com uso de apostilas e materiais físicos.

Assim, podemos perceber ainda uma grande força do presencial, mas o online também tendo um espaço crescente. Nota-se também, uma mudança apenas na forma como o conteúdo é entregue, preservando a autonomia do colaborador, para que  ele conduza o seu aprendizado da forma que achar melhor e mais confortável.

Quais são as características da educação corporativa?

Agora que você já sabe o que é a educação corporativa, vamos falar um pouco das suas principais características desta prática. Confira!

Gestores como professores

A primeira característica da educação corporativa é ter os gestores como professores. Como as aulas e cursos são assuntos que os colaboradores precisam aprender e desenvolver para melhorarem como profissionais é muito comum que os próprios gestores administrem as aulas. 

Uma vez que podem ser assuntos que eles já entendem e assim passam para os colaboradores. Mas claro os próprios gestores podem ter aulas de assuntos que ainda precisam dominar, assim elas podem ficar a cargo de CEO’s e convidados.

Público

Uma forte característica da educação corporativa é que a princípio ela é aplicada para o público interno da empresa, mas nada impede de que um projeto para o público externo seja feito. 

Assim familiares de trabalhadores ou comunidade em geral podem ser abrangidos. Isso vai depender do tema e objetivo do curso que será ofertado.

Local de realização

Quando falamos em educação corporativa é claro que o local de realização será dentro da empresa, muitas vezes a organização pode ter uma sala, auditório ou algum outro espaço para que as aulas aconteçam.

Mas com o crescimento do trabalho remoto o EAD tem ganhado força na educação corporativa. Assim, as capacitações acontecem online ou são gravadas e enviadas ao colaborador.

Certificação

A certificação é uma outra característica da educação corporativa. Normalmente os cursos ofertados tanto pela empresa, quanto por empresas contratadas dão certificados de participação. Isso pode ser importante para estimular a participação do colaborador, que terá como comprovar o que aprendeu.

Qual é a importância da educação corporativa?

Como você já deve estar percebendo, a educação corporativa é muito importante para qualquer instituição. Por meio dela a empresa consegue desenvolver os seus colaboradores de maneira estratégica e assim melhorar os seus resultados, já que terá funcionários capacitados para cumprirem seus objetivos.

As principais vantagens da educação corporativa são:
1. Colaboradores mais engajados
2. Retenção de talentos
3. Funcionários atualizados com as demandas do mercado
4. Inovação
5. Nivelamento de conhecimento
6. Estratégias alinhadas com toda a empresa
7. Aumento da competitividade

1. Colaboradores mais engajados 

Como os funcionários estarão se desenvolvendo e tendo a oportunidade de crescer dentro da empresa a chance de estarem cada vez mais engajados é muito maior. Verão que estão sendo valorizados e que podem não só trabalhar mas aprender ali naquela organização. Isso é muito importante!

2. Retenção de talentos

Com colaboradores mais engajados a chance de retê-los é muito maior. Será difícil o funcionário querer trocar de empresa enxergando possibilidades de crescimento e desenvolvimento.

3. Funcionários atualizados com as demandas do mercado

Com a educação corporativa a empresa sempre terá colaboradores atualizados com o que há de novo no mercado. Assim, é possível manter um alto nível técnico, melhorando as entregas e resultados da empresa.

4. Inovação

Com os colaboradores sempre em desenvolvimento fica muito mais fácil serem inovadores nos seus cargos. Isso porque terão contato com coisas do mercado o tempo todo, professores e gestores que sabem do conteúdo e o ajudarão a pensar em soluções inovadoras.

5. Nivelamento de conhecimento

Com a educação corporativa, o nível de conhecimento dos colaboradores começa a ser nivelado, não só em termos técnicos, mas também em relação a questões internas da empresa. Como por exemplo, nomenclaturas, valores, entre outras coisas, o que é bom para manter a empresa em crescimento constante.

6. Estratégias alinhadas com toda a empresa

Como a educação corporativa tem um caráter mais estratégico, abrangente e de longo prazo, nos momentos de aprendizagem algumas informações sobre o andamento da organização podem ser passadas, assim todos ficarão alinhados.

Com todos “na mesma página” o crescimento e resultados da empresa com certeza acontecerão.

7. Aumento da competitividade

Uma empresa que aposta na educação corporativa terá colaboradores desenvolvidos, antenados e com nível técnico bastante alto.

Assim, os resultados da empresa irão crescer e assim ela ganhará mais visibilidade e força no mercado. Isso aumenta a competitividade contra os concorrentes, já que as estratégias e processos estarão bem estruturados.

A educação corporativa é algo muito valioso para qualquer organização, como você pode ver os benefícios são vários e de extrema importância. Por isso, colocá-la em prática é algo primordial, e é isso que você verá no tópico a seguir. Continue a leitura!

Como colocar a educação corporativa em prática?

Bom, se você gostou da ideia da educação corporativa, pode estar se perguntando como colocar ela em prática na empresa. Separamos alguns passos que você deve cumprir para assim implementar a prática:

1. Entenda os que os colaboradores precisam
2. Defina objetivos 
3. Pesquise profissionais e plataformas
4. Faça o planejamento
5. Acompanhe o processo
6. Entenda se foi efetivo

1. Entenda os que os colaboradores precisam

O primeiro passo para colocar a educação corporativa em prática é entender o que os colaboradores precisam, converse com os gestores e peça para que eles também discutam com os funcionários o que eles estão sentindo falta, o que estão achando que precisam aprender.

Claro que vão vir diversas dúvidas e questões, principalmente se for uma empresa grande com vários setores, mas é possível planejar separado por setor ou por grupo menores dentro dos setores.

Leia também: 16 dicas para alcançar o bem-estar no trabalho

2. Defina objetivos 

Defina objetivos claros que serão cumpridos com as aulas, cursos e capacitações. Pense mesmo em metas, indicadores e dados para orientar o projeto. Isso ajudará muito ao final para entender se o trabalho feito foi efetivo ou não.

3. Pesquise profissionais e plataformas

O terceiro passo para implementar a educação corporativa em uma empresa é pesquisar por profissionais convidados ou plataformas terceirizadas com cursos que conseguirão suprir as necessidades dos colaboradores.

Como já falamos, os gestores podem ser bons professores se souberem falar do tema. Mas também existem diversas plataformas de ensino online voltadas para empresas que disponibilizam vários cursos em diversas áreas. 

Fazer parceria pode ser uma boa opção, assim o colaborador também fica livre, podendo ter acesso a vários conteúdos e estudar da maneira e na hora que achar mais efetiva.

4. Faça o planejamento

É muito importante planejar o projeto de educação corporativa, principalmente se for acontecer dentro da empresa e com os gestores administrando. Por isso, monte um cronograma, pense em datas que não vão afetar tanto a produção da empresa.

Veja que dia e horário é o melhor para os gestores e para uma boa taxa de comparecimento dos colaboradores. Pense no local onde as aulas acontecerão, se terá algum brinde para os que participarem e se será certificado, já que é algo que também precisa de uma logística para acontecer.

5. Acompanhe o processo

Sim, sabemos que essa etapa é um pouco óbvia, mas é preciso colocar em prática tudo que foi planejado. Por isso, a pessoa responsável pela educação corporativa na empresa, precisará acompanhar os cronogramas e ver se as aulas estão acontecendo.  

Fazer alinhamentos com os gestores para entender se tudo tem dado certo e estar de olho caso algo precise ser mudado. Como uma data, por exemplo, pois será necessário remarcar e refazer o cronograma para que tudo aconteça da forma mais efetiva possível.

6. Entenda se foi efetivo

Após planejar e executar os cursos e aulas veja se os objetivos definidos no começo foram cumpridos, ou seja, se a estratégia foi efetiva. Por isso, solte pesquisas, peça para que os gestores conversem com os colaboradores e assim tenham feedbacks. 

Pedir sugestões e também escutar reclamações é muito importante para que o processo vá ficando cada vez mais estruturado.

Esses passos são um ciclo, não serão feitos uma vez só. Por isso, após passar uma rodada de aulas e cursos, você deve voltar para a primeira etapa e começar tudo de novo para fazer com que a educação corporativa não pare!

Quem trabalha com educação corporativa?

Uma dúvida que muitos podem ter é quem trabalha com a educação corporativa, quem é o responsável por isso, dentro das empresas?

Pois bem, normalmente a prática fica sob a responsabilidade do setor de recursos humanos/gestão de pessoas. Assim, dentro desses setores pode ter alguém especializado em ensino e desenvolvimento, como um pedagogo, por exemplo, que ficará responsável pelo projeto.

Mas claro que uma pessoa só não conseguirá lidar com o desenvolvimento dos colaboradores de todos os setores. Por isso, o trabalho de educação corporativa é uma prática feita em conjunto com os gestores de cada time. 

Sendo assim, o RH ajuda através de uma visão macro e os líderes vão pensando em cursos específicos e nos treinamentos como um todo. Deste modo, a dinâmica pode ser ajustada ao dia a dia do setor.

Qual a diferença entre treinamento e educação corporativa?

Por mais que pareçam ser coisas iguais, treinamento e educação corporativa são coisas diferentes. A primeira diferença é que o público de treinamentos é sempre interno, já na educação corporativa, as aulas e cursos podem ser mais abrangentes e chegarem para a comunidade. Ou seja, não são exclusivos só para funcionários.

Uma segunda diferença muito importante é que a educação corporativa foca na empresa como um todo, na sua estratégia, no seu posicionamento de mercado. Assim, os desenvolvimentos dos colaboradores serão feitos pensando em algo maior. 

Já os treinamentos normalmente são pontuais e focados no desenvolvimento pessoal dos funcionários. Isso não é ruim, mas também não é uma ação estratégica que vá gerar resultados a longo prazo.

A última diferença está relacionada ao modelo de aprendizagem, no treinamento é possível ver uma aprendizado passivo, onde os alunos só irão absorver os conhecimentos. 

Na educação corporativa, os funcionários ou gestores, poderão ter uma atuação mais ativa na aprendizagem, podendo contribuir com os conhecimentos e até participar como um tutor nas apresentações se for um assunto que domine. Não é necessário ter uma hierarquia tão severa. É um momento de troca!

Esperamos que você tenha gostado do texto e entendido tudo sobre educação corporativa! Não deixe de colocar em prática na sua empresa ou levar como ideia para o seu gestor. Continue acompanhando o nosso blog e descubra como se tornar o profissional do futuro!

Você também pode gostar

Artigos em destaque