Entenda o que é metodologia ágil, os tipos e aplicações

Conheça os tipos de metodologia ágil, suas características e suas diferentes funcionalidades. Continue a leitura !
metodologia ágil: dois homens apontando para quadro com post its

Em um mercado cada vez mais competitivo, as empresas são estimuladas a encontrar soluções inovadoras, capazes de responder às altas demandas. 

A busca por processos de gerenciamento, visando a atualização de técnicas e ferramentas de gestão, estão sendo aprimoradas com o uso dos recursos apontados pela metodologia ágil.

O intuito primordial dessas corporações é desfrutar dos métodos de organização presentes nas metodologias e desenvolver uma boa administração.

Dessa forma, a compreensão dos métodos ágeis e seus benefícios se torna relevante, diante da eficácia comprovada na gestão de empresas, ao cruzar a cultura de organização de projetos.

Diante dessa propositiva, preparamos este artigo com o intuito de explicar os tipos de metodologia ágil, as características e suas diferentes funcionalidades. Continue a leitura e entenda mais sobre este assunto!

Leia também: Como se tornar o profissional do futuro?

O que é a metodologia ágil e suas principais características?

A ausência de gerenciamento de um projeto e, consequentemente, na sua respectiva equipe, interfere diretamente nos resultados futuros. Visto que a demanda de um projeto possui interdependência, é necessário ressaltar que o mesmo pode envolver diferentes tipos de stakeholders

Os stakeholders nada mais são que o grupo de pessoas e indivíduos que, de diferentes formas, possuem interesses nos projetos, nas atividades e nos resultados de uma empresa. 

Em empresas de pequeno porte, não é comum que a comunicação se torne refém dos resultados. No entanto, em se tratando de áreas com grande número de colaboradores, este é um desafio constante.

Pensando nisso, no ano de 2001, durante um encontro entre dezessete desenvolvedores de Softwares, foram estabelecidos princípios comuns com o intuito de sanar problemas corriqueiros de gestão dentro de uma empresa. 

O resultado do encontro foi a criação da Aliança Ágil e o estabelecimento do “Manifesto Ágil” (Agile Manifesto). A Metodologia Ágil é um conjunto de práticas de gestão de projetos alinhadas às necessidades dos clientes e das empresas.

Tem como característica principal compreender as demandas de um projeto e seus cooperadores, buscando executá-lo de forma eficaz, garantindo qualidade e agregando valor na entrega.

Leia também: Guia para aperfeiçoar a gestão de pessoas

O que é o manifesto ágil?

O Manifesto Ágil é um documento de princípios e práticas, que tem o objetivo de criar métodos para gerenciar e desenvolver sistemas, substituindo os modelos tradicionais considerados “lentos, inflexíveis e ultrapassados”. 

Os conceitos chave do Manifesto Ágil são: 

  • Indivíduos e interações são mais importantes do que processos e ferramentas; 
  • Software funcionando é mais importante do que documentação completa; 
  • Colaboração com o cliente é mais importante do que negociação de contratos; 
  • Adaptação a mudanças é mais importante do que seguir o plano inicial.

Os 12 Princípios do Manifesto Ágil, formam os pilares sobre os quais são construídos os Métodos Ágeis. São eles:

  1. Prioridade é satisfazer o cliente através da entrega contínua e adiantada de software com valor agregado; 
  2. As mudanças nos requisitos são bem-vindas, mesmo tardiamente. Processos ágeis tiram vantagem das mudanças visando vantagem competitiva para o cliente; 
  3. Frequentes entregas do software funcionando, de poucas semanas a poucos meses, com preferência à menor escala de tempo; 
  4. As pessoas do negócio devem diariamente trabalhar em conjunto por todo o projeto; 
  5. Os projetos devem ser construídos em torno de indivíduos motivados. Dando o ambiente e o suporte necessário e confiança para fazer o trabalho; 
  6. O método mais eficiente e eficaz de transmitir informações para e entre uma equipe de desenvolvimento é através de conversa face a face;
  7. Software funcionando é a medida primária de progresso; 
  8. Os processos ágeis promovem desenvolvimento sustentável. Os patrocinadores, desenvolvedores e usuários devem ser capazes de manter um ritmo constante; 
  9. Contínua atenção a excelência, técnica e bom design aumenta a agilidade; 
  10. Simplicidade para minimizar a quantidade de trabalho não realizado é essencial; 
  11. As melhores arquiteturas, requisitos e designs emergem de equipes auto organizáveis
  12. Em intervalos regulares, a equipe deve refletir sobre como tornar-se mais efetiva, e então, ajustar-se de acordo com seu comportamento. 

Confira: 15 Atitudes profissionais para garantir uma carreira de sucesso!

Quais são as cinco metodologias ágeis?

Todos os modelos de processos ágeis enfatizam a necessidade de qualidade na entrega de um projeto, tendo como finalidade a comunicação e bom relacionamento entre clientes e empresa. 

Conheça os principais Modelos Ágeis:

  1. Extreme Programming (XP);
  2. Scrum;
  3. Lean Software Development (LSD);
  4. Feature Driven Development (FDD); 
  5. Adaptive Software Development (ASD).

Cada modelo segue um padrão de desenvolvimento, apesar de todos possuírem o mesmo enfoque. Confira adiante as características de cada uma das metodologias ágeis. 

lançamento da benvirá: clique aqui e confira!

1. Extreme Programming (XP)

A metodologia Extreme Programming (XP) é composta por práticas de Software voltadas para médias e pequenas equipes, que são necessárias nos processos de desenvolvimento de um projeto. 

Dentre as principais diferenças da XP em relação às outras metodologias estão:

  • Feedback constante;
  • Abordagem incremental;
  • A comunicação entre membros.

2. Scrum

A Scrum tem uma abordagem empírica, aplicando idéias da teoria de controle de processos industriais para o desenvolvimento de softwares, reintroduzindo as idéias de flexibilidade, adaptabilidade e produtividade. 

O objetivo central desta metodologia é a criação de sistemas iterações (sprints), que desenvolvem projetos com base em funcionalidades definidas no início de cada sprint. O ciclo do Scrum é baseado em três fases principais:  

  • Pré-planejamento;
  • Desenvolvimento;
  • Pós-planejamento.

3. Lean Software Development (LSD)

É uma metodologia que tem como estratégia aumentar a satisfação dos clientes através da melhor utilização dos recursos. 

A Gestão Lean busca fornecer qualidade aos clientes com os custos mais baixos, por meio da identificação de melhoria dos fluxos de valores primários e de suporte, através do envolvimento de pessoas qualificadas, motivadas e com iniciativa.

4. Feature Driven Development (FDD)

É uma metodologia que inclui processos rigorosos, como modelagem, planejamento prévio e controle do projeto. Bem como características de processos ágeis, como, por exemplo, o foco na programação, interação com o cliente e entrega constante da versão atualizada do produto. 

Este método busca práticas para o desenvolvimento  de  software, não  se  preocupando  com  outros fatores como a escolha de tecnologias e ferramentas e definição de procedimentos de aquisição.

Adaptive Software Development (ASD)

A metodologia Adaptive Software Development (ASD) tem em seu funcionamento as ações de planejar, desenhar e construir

O objetivo dessa metodologia é buscar aprendizagem contínua e abrir espaços para possíveis mudanças. Além de reavaliar constantemente a equipe de desenvolvimento, gestores e clientes.

Qual a importância das metodologias ágeis para a gestão de projetos?

De acordo com o dicionário, o significado de projeto é:

  1. Desejo, intenção de fazer ou realizar (algo) no futuro; plano.
  2. Descrição escrita e detalhada de um empreendimento a ser realizado; plano, delineamento, esquema.

Em se tratando de gerenciamento de projetos, a Associação  Brasileira  de  Gerenciamento  de  Projetos define da seguinte forma:

“[…]  conjunto  de  processos  de  gerenciamento  voltados  para  o  planejamento,  a organização  e  o  controle  de  todos  os  aspectos  de  um  projeto,  bem  como  para  a motivação  de  todos  os  elementos  envolvidos,  com  o  intuito de  alcançar,  com segurança e dentro dos prazos acordados, os objetivos estabelecidos”. (Nossos destaques)

Ao gerenciar um projeto, é preciso um planejamento antes de iniciar a sua execução. No curso desse processo se faz necessário um acompanhamento para análises prévias. Significa  tomar  decisões  e  realizar  ações  focadas no início, durante e, também, no seu encerramento.

Para a compreensão do conceito de projeto, é importante entender que essa forma de organização se tornou, para além de um grande desafio, um fator significante para o sucesso e para a sobrevivência das organizações.

Ao  gerenciar  um  projeto,  existe  uma  figura  de  fundamental  importância:  o  gerente. Isso porque é de competência dele  detectar  as  partes interessadas, tanto  a níveis  internos  quanto  a  níveis  externos.

Em decorrência, todas estas ações contribuirão de forma eficaz para o desempenho de pessoas, equipes e empresas. Quando a metodologia está enraizada, a equipe trabalha bem sob questões essenciais, visando o bem estar da empresa e entregando um melhor resultado.

Leia também: O que é e qual a importância do ESG?

Qual a finalidade da metodologia ágil nas organizações?

Os Métodos Ágeis seguem um processo de desenvolvimento em que as decisões são tomadas de forma rápida e com mais comunicação. 

Todo o processo está voltado para responder às necessidades e adaptabilidade das organizações, pois eles compartilham a premissa de que o cliente aprende sobre as suas necessidades. O sistema é capaz de avaliar e detectar essas necessidades, a partir dos feedbacks e da demanda que é imposta. 

Embora existam vários processos de desenvolvimento de software, existem também atividades genéricas comuns a todos eles. Confira!

  • Especificação do software: definição do que o sistema deve fazer, dos requisitos e das restrições do software;  
  • Desenvolvimento do software: projeto e implementação do software, o sistema é desenvolvido conforme sua especificação;  
  • Validação do software: o software é validado para garantir que as funcionalidades implementadas estejam de acordo com o que foi especificado;  
  • Evolução do software: o software evolui conforme a necessidade do cliente.

Um projeto de software tem duas dimensões: 

  1. Gestão de projetos: ocupa-se do modo como planear e controlar adequadamente as atividades de engenharia, de modo a cumprir todos os objetivos do projeto em termos de custo, qualidade, prazo, etc;  
  2. Engenharia de software: ocupa-se da construção do sistema de software e centra-se nas questões técnicas (desenhar, codificar, testar, etc).

Desenvolver um software é, na realidade, um processo de aprendizagem interativo e o resultado é uma corporização de conhecimento recolhido.

Quais as vantagens dos métodos ágeis nas organizações?

Agrupamos algumas vantagens dos métodos ágeis nas organizações para que você consiga linkar o método com o andamento e resultado. Confira!

1. Redução do período da entrega da primeira versão do software
2. Processo interativo de desenvolvimento entre desenvolvedores e clientes
3. Controle eficiente por parte dos gestores
4. Processo com foco nas necessidades do cliente

1. Redução do período da entrega da primeira versão do software

Ficar à disposição do cliente para verificar, antes de ser entregue, o que realmente foi produzido e conferir se é exatamente aquilo que ele necessita. Isso faz com que haja redução do número de projetos com falhas, por não corresponderem aos desejos dos consumidores.  

2. Processo interativo de desenvolvimento entre desenvolvedores e clientes

Trata-se de seguir prazos de entregas ao cliente, que poderá constatar a evolução e participar na avaliação e definição das novas funcionalidades a acrescentar.

3. Controle eficiente por parte dos gestores

Os gestores aumentam o controle e se baseiam no que realmente está sendo produzido e no que vai ser feito a curto prazo. Ou seja, aumenta a visibilidade e adequação das medições e avaliações do estado das funcionalidades e tarefas realizadas.

4. Processo com foco nas necessidades do cliente

Todo o processo está centrado em responder as questões sobre necessidades e adaptabilidade do cliente, visando buscar um ambiente onde ele tenha voz.  

Qual a melhor metodologia ágil?

As Metodologias Ágeis têm sido bem aceitas pela indústria de software e por pesquisadores da Engenharia de Software.  

Dessa forma, para escolher a melhor Metodologia ágil para sua empresa, é essencial que você entenda sua demanda, buscando medidas que agreguem no desenvolvimento do seu negócio. 

Um método muito usado é baseado na análise do risco, na qual tenta integrar, quando necessário, os pontos fortes dos ‘Métodos Ágeis’ e o risco inerente para determinado projeto. Essa organização segue os seguintes passos:

1º Aplicar as análises de risco às áreas específicas associadas às respectivas metodologias. Isso forma a primeira base de análise. 

2º Avaliar os resultados do passo anterior e verificar se é um bom projeto para ser puramente ‘Ágil’. Caso o seja, deve-se ir para o 4º passo . 

3º Estamos neste passo se o projeto não foi identificado como sendo ideal apenas para uma metodologia, o que significa que partes do projeto têm associados valores de risco diferentes. 

Assim sendo, a equipe de desenvolvimento poderá, se possível, criar uma arquitetura que suporta ‘Métodos Ágeis’ que aplicam melhor os seus pontos fortes, fazendo com que os riscos sejam minimizados.

4º Aqui definem-se resoluções para os riscos assumidos e desenha-se o projeto

É importante ressaltar que, nesta metodologia complexa, estar atento às partes individuais do projeto — e a ele como um todo — é primordial, o que se torna impossível sem uma equipe experiente. Pode ser necessário voltar uns passos atrás  se detectar algum problema. 

Estas são as principais curiosidades sobre a Metodologia Ágil. Esperamos que o conteúdo tenha sanado suas dúvidas! Agora que você já entende mais sobre o tema, continue no blog e descubra o que é quiet quitting e como afeta o trabalho.

Você também pode gostar

Artigos em destaque