Estudante de Direito: perfil, competências e profissões

Se você quer ser — ou já é! — um estudante de Direito, este post reúne tudo o que você precisa saber. Continue a leitura!
estudante de direito: jovem mulher sorrindo

O Direito foi um dos primeiros cursos superiores do Brasil e, até hoje, é um dos mais concorridos cursos de ensino superior. E não poderia ser diferente. Afinal, os estudantes de Direito têm o potencial de mudar as vidas de muitas pessoas, nas mais diversas áreas.

Se você quer ser — ou já é! — um estudante de Direito, este post reúne tudo o que você precisa saber: desde o Dia do Estudante de Direito até as possíveis profissões que esse curso superior permite que você tenha. Confira!

Qual é o Dia do Estudante de Direito?

O dia do Estudante de Direito é comemorado no dia 19 de maio. A data é, na verdade, uma homenagem ao patrono dos estudantes da área, Santo Ivo, considerado o “advogado dos pobres”.

A vida de Santo Ivo foi marcada pelas boas ações e pela defesa das pessoas em condições mais difíceis. Ele estudou Direito na Universidade de Paris e, alguns anos mais tarde, se tornou padre. No entanto, continuou advogando até a sua morte.

Desse modo, o Dia do Estudante de Direito é uma forma de honrar uma vida dedicada àqueles que precisavam de apoio e ajuda. Afinal, é esta a principal função dos bacharéis em Direito: combater a violência e socorrer quem precisa de socorro. 

banner e-book Guia de Estudos OAB: clique para baixar!

Qual é o perfil do estudante de Direito?

Se você ainda está decidindo qual curso superior é o ideal para você, vale a pena entender melhor qual é o perfil do aluno de Direito. Assim, poder se familiarizar com o curso fazer uma escolha mais assertiva e consciente!  

Em primeiro lugar, os estudantes de direito são pessoas que costumam ler muito. E esse é um pré-requisito importante para o curso, uma vez que tanto as disciplinas quanto o cotidiano das profissões são marcados pelo intenso contato com leis e documentos, que devem ser lidos e relidos com frequência. 

Além disso, é fundamental que esses alunos estejam interessados em debates lógicos e na construção de argumentos. Essa é, afinal, a essência do Direito, e, sem uma boa capacidade argumentativa, é mais difícil se destacar na área.

Por fim, vale destacar que os estudantes de Direito devem ser pessoas interessadas em expandir seus conhecimentos. Ou seja: se você quer atuar em qualquer uma das áreas do Direito, deve se manter atualizado com as novas legislações.

Isso porque as leis são vivas e estão em constante mudança, de modo que, se o estudo não fizer parte da sua rotina, é muito provável que você acabe ficando para trás.

Leia também: Calouro de Direito: confira as principais dicas e livros para o início do curso!

Quais são as competências socioemocionais necessárias para ser estudante de Direito?

Você já ouviu falar em habilidades socioemocionais? Elas são as competências desenvolvidas ao longo da nossa vida, que nos auxiliam a lidar melhor com situações cotidianas. Ao contrário das competências técnicas, essas habilidades não costumam ser aprendidas de forma teórica, e sim na prática.

Para ser estudante de Direito, é fundamental que você foque em algumas delas. Por exemplo:

  • Boa comunicação oral e escrita: em qualquer profissão da área do Direito, essas são competências indispensáveis. 

E, embora elas possam ser aprimoradas com cursos e treinamentos, é apenas a prática diária que fará com que você se destaque. Por isso, dedique seu tempo à escrita e participe de debates ou apresentações!

  • Empatia: a empatia é a capacidade de se colocar no lugar do outro para compreender, em maior profundidade, os impactos de uma situação. Para quem quer atuar no Direito, ela é importante porque possibilita um olhar mais amplo (e humanizado) diante dos problemas a serem resolvidos.
  • Autonomia: todo estudante de Direito deve ser capaz de encontrar a resposta para problemas por conta própria. A autonomia é uma maneira de ganhar a confiança das pessoas, se destacar e garantir mais segurança dentro do Direito.
  • Inteligência emocional: para lidar com pessoas, é preciso entender bem como nos sentimos em diferentes situações, e como podemos lidar com elas da melhor maneira possível. Sendo assim, saber agir com Inteligência emocional é fundamental para os advogados que desejam ter sucesso.
  • Capacidade de leitura e pesquisa: o Direito muda sempre, e, por isso, um estudante da área deve ser capaz de ler e pesquisar novidades o tempo todo. Além de melhorar o seu desempenho acadêmico, também fará com que você se destaque na hora de conseguir um estágio, por exemplo. 

Confira: 10 livros para melhorar a comunicação

Quais são as possíveis profissões para um estudante de Direito?

A área do Direito é muito mais ampla do que se acredita. Se você é um estudante de Direito e ainda não sabe muito bem qual profissão seguir depois de se formar, essas são algumas das possíveis carreiras jurídicas:

1. Procurador
2. Promotor de justiça
3. Defensor público
4. Oficial de justiça
5. Professor/Pesquisador

1. Procurador

O Procurador é o principal responsável pela defesa dos interesses da sociedade e da democracia. Por isso, costumam atuar em órgãos federais, fazendo parte do Ministério Público. Para atuar nessa área, é preciso fazer um concurso público. 

2. Promotor de justiça

O promotor de justiça é aquele que fiscaliza a aplicação das leis e defende o patrimônio público. Ou seja: ele garante que um crime está recebendo a punição adequada.

3. Defensor público

Assim como o promotor, o defensor público tem como função observar a aplicação das leis, mas o seu foco é a defesa dos réus. No caso dos defensores públicos, são atendidas aquelas pessoas que não podem arcar com os custos de um advogado. 

4. Oficial de justiça

O oficial de justiça é o responsável por executar os mais diversos mandados dos juízes, além de auxiliar nas sessões de julgamento e prestar informações solicitadas. Assim, atuam das mais diferentes maneiras dentro do tribunal.

5. Professor/Pesquisador

O estudante de Direito interessado em pesquisar mais sobre a própria área e passar esses conhecimentos adiante também pode se tornar um professor ou pesquisador. Assim, auxilia na formação de novos bacharéis e faz contribuições importantes para a atuação de seus colegas de profissão.

E aí, gostou de saber um pouco mais sobre o universo dos estudantes de Direito? Aproveite para conhecer mais a fundo o Vade Mecum, livro indispensável ao longo da graduação e do cotidiano do profissional de Direito.

Você também pode gostar

Artigos em destaque