17 dicas de livros para presentear quem te inspira neste Dia das Mães

Saiba como comemorar o Dia das Mães e confira nossas indicações de 17 livros, separados por tema, para presentar sua maior inspiração!
Dia das Mães: mãe e filha sorrindo

O mês de maio contém uma das datas comemorativas mais importantes para os brasileiros: o Dia das Mães. Nesta ocasião, é comum que as famílias celebrem com as mães, reunindo-se com elas e as homenageando.

Além disso, é costume também que se dê presentes para elas. Muitas vezes, decidir como presenteá-las é uma tarefa difícil. Afinal, cada mãe tem suas preferências e peculiaridades. Assim, não é incomum que vários filhos deixem para última hora esta decisão.

Uma boa forma de dar uma lembrancinha significativa, e que, ao mesmo tempo, pode inspirá-la, é por meio de livros. Pense em histórias que foram importantes para você, e que você gostaria de compartilhar com ela. Você e sua mãe também podem conversar sobre a leitura depois, ampliando os significados dela.

Neste artigo, você vai ficar por dentro do Dia das Mães. Explicaremos o surgimento dessa data, quando ela é comemorada, e recomendaremos bons livros para você presenteá-la. Boa leitura!

Qual é o Dia das Mães?

No Brasil, o Dia das Mães é comemorado sempre no segundo domingo de maio. Desse modo, não existe uma data fixa – ela varia de acordo com o ano. Em 2023, o Dia das Mães será celebrado em 14 de maio.

Banner livros digitais: clique para acessar!

Em que ano surgiu o Dia das Mães?

O Dia das Mães foi oficializado no Brasil em 1932, pelo então presidente Getúlio Vargas. Por meio do decreto nº 21.366, Vargas estabeleceu:

O segundo domingo de maio é consagrado às mães, em comemoração aos sentimentos e virtudes que o amor materno concorre para despertar e desenvolver no coração humano, contribuindo para seu aperfeiçoamento no sentido da bondade e da solidariedade humana” (BRASIL, 1932; destaque nosso).

A ideia de ter uma data que celebrasse as mães surgiu nos Estados Unidos no início do século XX. Ela foi criada pela estadunidense Anna Jarvis, que, inicialmente, queria homenagear sua mãe, Ann Jarvis, após a morte dela. 

Ann Jarvis havia feito um importante trabalho social durante a Guerra de Secessão norte-americana. Ela faleceu em maio de 1905. 

Assim, sua filha Anna fez um memorial para ela em maio de 1907, e, em seguida, passou a lutar para que o Dia das Mães fosse uma data comemorativa nos Estados Unidos. Ela conseguiu e a celebração foi oficializada, acontecendo sempre no segundo domingo de maio. Com a popularização da data entre os estadunidenses, ela chegou também no Brasil. 

5 razões para dar um livro de presente no Dia das Mães

De maneira geral, no Dia das Mães, as famílias se reúnem e dão um presente significativo para as mães. A celebração pode acontecer, por exemplo, com um almoço, uma visita a um local especial ou até mesmo uma viagem.

O presente, muitas das vezes, gera dúvidas nos filhos. Como presentear de maneira especial, e que, ao mesmo tempo, caiba no bolso? Na lista abaixo, mostramos 5 motivos para dar livros de presente neste Dia das Mães:

  1. Inspiram;
  2. Geram interação;
  3. Transmitem conhecimentos;
  4. Possuem preços acessíveis; e
  5. São significativos.

Entenda em detalhes:

1. Inspiram

Os livros são uma boa forma de gerar inspiração em pessoas de quem você gosta. Afinal, por meio deles, o leitor entra em contato com novas ideias, aprende mais sobre um tema, e vê as coisas com um ponto de vista diferente.

Os estudos mostram que a leitura de livros de ficção torna as pessoas mais empáticas. Isso porque é como se elas “entrassem” na mente dos personagens, vendo as coisas a partir da perspectiva deles. 

Logo, conseguem entender melhor as atitudes deles, sabendo se colocar no lugar do outro. Ao generalizar isso para as pessoas reais do seu cotidiano, os leitores desenvolvem sua empatia.

Portanto, os livros inspiram. Você pode presentear sua mãe com uma obra sobre um tema que ela sempre teve vontade de saber mais, e nunca encontrou tempo de estudar, por exemplo. Pode ser uma forma de incentivá-la e também inspirá-la a seguir este caminho.

2. Geram interação

Ao presentear sua mãe com um livro, você também pode ter um novo tópico de conversa com ela. Se foi uma obra que você já leu, é possível compartilhar o quanto ela foi significativa, explicando o porquê.

Em seguida, você pode convidá-la a falar sobre a interpretação dela a respeito da leitura. Dessa forma, os dois cultivam a relação, e também a enriquecem com novos assuntos. Também sua mãe pode trazer insights interessantes a respeito do tema, coisas que nunca haviam passado pela sua cabeça.

3. Transmitem conhecimentos;

Economia, Direito, desenvolvimento profissional, negócios; os livros são definitivamente uma das principais formas de adquirir novos conhecimentos.

Se a sua mãe é advogada, por exemplo, ela deve ter uma lista de desejos com uma pilha de livros para advogados que quer ler. Por que não incentivá-la e presenteá-la com alguns desses títulos?

Além disso, se ela tem um hobby ou um assunto que gosta de saber, mesmo que não o siga profissionalmente, você pode selecionar uma obra sobre o assunto para dar de presente.

4. Possuem preços acessíveis

Os livros possuem preços variados, de forma que você encontra, com facilidade, algum que caiba no seu bolso. É uma excelente maneira de dar um presente que seja personalizado — de acordo com as características e interesses de sua mãe — e, ao mesmo tempo, barato.

5. São significativos

O processo de escolha do livro leva em conta uma série de fatores. Você presta atenção nos interesses da sua mãe, se tem algum assunto de que ela gosta de saber, ou também se é do seu desejo compartilhar uma leitura específica com ela.

Tudo isso contribui para que o livro seja um presente muito significativo. A escolha do título tem um significado especial, proveniente da sua relação com a sua mãe. 

Afinal, é algo que só você pode proporcionar, e essa experiência se amplia conforme ela descobre a obra.  Afinal, ela vai entender melhor por que você escolheu aquele título para presenteá-la.

7 livros jurídicos para mães advogadas ou estudantes de Direito

Se a sua mãe é advogada ou estudante da área jurídica, ela provavelmente deve estar sempre com livros de Direito digitais ou físicos por perto.

O Direito é uma carreira muito dinâmica, e exige que os profissionais estejam sempre se atualizando. São constantes as mudanças na legislação, de modo que os advogados devem ter sempre obras atualizadas e completas em mãos.

Na lista abaixo, confira 7 recomendações de títulos para presentear sua mãe:

  1. Vade Mecum Saraiva Tradicional – 35ª Edição;
  2. Prática Trabalhista – 10ª Edição, de Sergio Pinto Martins;
  3. Direito Tributário – 12ª Edição, de Luís Eduardo Schoueri;
  4. Direito Constitucional – Coleção Esquematizado – 27ª Edição, de Pedro Lenza;
  5. Manual de Direito Civil – Volume Único – 7ª Edição, de Pablo Stolze Gagliano e Rodolfo Pamplona Filho;
  6. Direito Processual Penal – 20ª Edição, de Aury Lopes Jr.;
  7. Manual de Direito Processual das Famílias – 3ª Edição, de Rafael Calmon.

Veja as sinopses das obras:

1. Vade Mecum Saraiva Tradicional – 35ª Edição

O Vade Mecum Saraiva Tradicional é uma obra essencial para todas as advogadas e estudantes de Direito. Nele, elas encontram um compilado com as principais leis brasileiras.

A edição da Saraiva Jur conta com uma série de recursos que facilitam a busca e a navegação pelo livro. São correlações entre as matérias e índices multifuncionais, que ajudam você a pesquisar rapidamente por assunto, ordem alfabética, cronológica, pelo número do diploma ou por seu tema.

Tradição, organização e estrutura explicam por que o Vade Mecum Saraiva é há mais de 15 anos o livro de legislação mais vendido no mercado.

2. Prática Trabalhista – 10ª Edição, de Sergio Pinto Martins

O autor Sergio Pinto Martins elaborou esta obra com o objetivo de trazer uma explicação completa sobre a parte teórica do Direito Processual do Trabalho. O livro é organizado partindo da explicação básica e sucinta da teoria sobre o tema processual seguida da apresentação de cada uma das peças relativas ao assunto. 

Ideal para as mães que já atuam na área trabalhista, ou aquelas que desejam se especializar neste ramo jurídico.

3. Direito Tributário – 12ª Edição, de Luís Eduardo Schoueri

Para as advogadas tributaristas, a obra Direito Tributário apresenta uma nova proposta de estudo dessa disciplina.

O autor Luís Eduardo Schoueri apresenta o texto em duas fontes tipográficas diferentes: uma delas oferece considerações mais gerais, ideal para um primeiro contato com a matéria; a outra indica estudos mais aprofundados e é, portanto, recomendada a pós-graduandas, profissionais e alunas da graduação que desejam ir além do conhecimento elementar. 

Dessa forma, o livro cobre todo o conteúdo da área tributária e convida a leitora a uma reflexão sobre os temas tratados.

Conheça também: 7 indicações de livros de Direito Tributário

4. Direito Constitucional – Coleção Esquematizado – 27ª Edição, de Pedro Lenza

Direito Constitucional atende às necessidades das estudantes de graduação e profissionais da área, que precisam de uma fonte teórica sólida sobre esta disciplina. A obra segue as características da Coleção Esquematizado

  • a teoria é explicada com linguagem clara e acessível
  • o texto possui recursos gráficos, como palavras-chave em destaque, quadros e resumos, que auxiliam a memorização; 
  • banco de exercícios; e 
  • a leitora ainda pode acessar material complementar por meio da plataforma Saraiva Conecta.

Leia mais: Confira dicas de estudo e livros de Direito Constitucional

5. Manual de Direito Civil – Volume Único – 7ª Edição, de Pablo Stolze Gagliano e Rodolfo Pamplona Filho

Este Manual de Direito Civil é uma obra completa, que contempla todos os temas de Direito Civil em apenas um volume. 

O conteúdo deste livro foi elaborado com a preocupação de proporcionar uma melhor compreensão da matéria, com exemplos didáticos, palavras chave em destaque, jurisprudência atualizada, quadros e esquemas gráficos para auxiliar a fixação e revisão do seu estudo. 

Assim, as mães advogadas encontram neste manual um companheiro e um aliado, que as auxiliará nos mais diversos desafios da vida profissional. 

6. Direito Processual Penal – 20ª Edição, de Aury Lopes Jr.

A obra, em volume único, é escrita com rigorosa seriedade científica e abrange todos os institutos da disciplina de Direito Processual Penal.

Aury Lopes Jr. repensa o processo penal a partir de suas categorias jurídicas específicas, procurando corrigir distorções que impedem seu desenvolvimento. Assim, constrói um livro crítico, interdisciplinar, que analisa as principais decisões dos tribunais superiores para além do lugar comum.

7. Manual de Direito Processual das Famílias – 3ª Edição, de Rafael Calmon

Este livro é um manual completo e acessível que aborda a interação entre o Direito das Famílias e o Direito Processual Civil. 

Com uma linguagem clara e sem notas de rodapé cansativas, a obra apresenta os conceitos básicos do sistema processual civil brasileiro, seguido pelo procedimento das ações de família e suas técnicas, abrangendo desde a petição inicial até a execução. 

Portanto, as mães que atuam na área de Direito da Família podem utilizá-la como um guia de consulta rápida. 

Leia também: Como se tornar o profissional do futuro?

5 obras de desenvolvimento profissional e negócios para o Dia das Mães

Livros de desenvolvimento profissional são ideais para aquelas mães que estão sempre querendo se aprimorar em suas carreiras. Neles, elas encontrarão boas dicas para o crescimento enquanto profissionais, equilibrando as diversas áreas da vida.

Já nas obras sobre negócios, elas encontram um guia completo sobre organização financeira, de modo a garantir que as finanças fiquem sempre equilibradas. São boas recomendações para aquelas mães que querem se organizar melhor, conseguindo economizar mais dinheiro para alcançar suas metas.

Confira os títulos:

  1. A Lacuna de Autoridade – 1ª Edição, de Mary Ann Sieghart;
  2. Coragem para Crescer – 1ª Edição, de Jim Detert;
  3. Finanças Femininas, de Carolina Ruhman Sandler e Samy Dana;
  4. Hiperfoco – Como trabalhar menos e render mais – 1ª Edição, de Chris Bailey;
  5. Finanças para autônomos, de Eduardo Amuri.

Saiba mais sobre cada livro:

1. A Lacuna de Autoridade – 1ª Edição, de Mary Ann Sieghart

Lacuna de autoridade é uma expressão, criada pela jornalista britânica Mary Ann Sieghart, para falar do fenômeno de descrédito e menosprezo das mulheres em diversas esferas tradicionalmente dominada por homens, como política, ciência, negócios, cultura e educação. 

Ela se manifesta em pequenas e grandes atitudes, como o manterrupting e o mansplaining, e a invisibilidade ou rejeição de figuras femininas em posições de poder. Como a autora demonstra, é algo que atravessa todas as pessoas do gênero feminino, inclusive mulheres trans e crianças.

Reunindo dados, relatos e falas de especialistas, este livro examina a lacuna de autoridade com profundidade e vigor, sem perder a esperança de que caminhamos para uma sociedade mais igualitária.

Aprofunde-se no tema: Entenda como a desigualdade de gênero é apoiada pela lacuna de autoridade

2. Coragem para Crescer – 1ª Edição, de Jim Detert

Discordar do chefe; lutar por condições melhores e mais igualitárias; combater o assédio ou o racismo. Esses são apenas alguns exemplos de oportunidades de ser corajoso no trabalho. Mas, por medo dos riscos – de perder amigos, status ou até mesmo o emprego – nem sempre agimos da forma como gostaríamos.

Neste livro, o professor e pesquisador Jim Detert mostra que a coragem não é um traço de personalidade reservado a poucos, mas uma virtude essencial que desenvolvemos com a prática. 

Através de exemplos de pessoas comuns em diversos contextos, a leitora entenderá o conceito de coragem competente e como aplicá-la em sua própria vida profissional.

3. Finanças Femininas, de Carolina Ruhman Sandler e Samy Dana

Para todas as mães que desejam se organizar melhor financeiramente, nesta obra, Carolina Ruhman Sandler e Samy Dana provam que lidar com o dinheiro não é um bicho de sete cabeças.

Assim, com um pouco de organização e disciplina, é possível alcançar uma vida financeira saudável e até mesmo lucrativa. Com dicas práticas, eles ensinam a cuidar melhor do dinheiro e a conquistar a tão sonhada independência financeira.

4. Hiperfoco – Como trabalhar menos e render mais – 1ª Edição, de Chris Bailey

Neste livro, o especialista em produtividade Chris Bailey fornece dicas práticas para ajudar as leitoras a controlar melhor sua atenção. Ele revela como o cérebro alterna entre o modo hiperfoco (um estado de profunda concentração) e o modo foco disperso (ideal para despertar a criatividade), e que o caminho para sermos mais eficientes e criativos é saber combinar os dois na medida certa. 

Para as mães em busca de desenvolvimento profissional, Hiperfoco vai mudar definitivamente o modo como elas trabalham.

5. Finanças para autônomos, de Eduardo Amuri

As mães que são profissionais autônomas enfrentam uma série de questões: Como estabelecer o preço do produto ou serviço oferecido? Como tirar férias sem prejudicar o orçamento? O que fazer nos meses ruins de baixa demanda?

Neste livro, com uma linguagem descomplicada e usando exemplos reais, Eduardo Amuri oferece uma abordagem mais humana da organização financeira, sem a complexidade das planilhas coloridas e dos aplicativos. 

A ideia é que a leitora coloque a mão na massa e desenvolva um método que se adapte à sua vida, e não o contrário. Se a sua mãe é autônoma e sofre para organizar a vida financeira, este livro é para ela.

5 livros de desenvolvimento pessoal para as mães

Estes títulos de desenvolvimento pessoal são recomendados para aquelas mães que estão em busca de se entender melhor. Isto é, aquelas que desejam manejar melhor suas emoções e encontrar um equilíbrio entre o bem-estar no trabalho e a sua rotina pessoal que é, por vezes, puxada.

São obras que abordam temas como mindfulness, ansiedade, resolução de problemas e gestão da emoção.

Conheça-as na lista abaixo:

  1. Como acalmar sua mente – 1ª Edição, de Chris Bailey;
  2. Gestão da Emoção – 1ª Edição, de Augusto Cury;
  3. Atenção Plena, de Ellen J. Langer;
  4. Qual é o seu problema? – 1ª Edição, de Thomas Wendell-Wedellsborg;
  5. Ansiedade – Como enfrentar o mal do século, de Augusto Cury.

Veja detalhes de cada título:

1. Como acalmar sua mente – 1ª Edição, de Chris Bailey

Neste livro, Chris Bailey oferece um conjunto de estratégias acessíveis, e respaldadas na ciência, que revelam como o caminho para uma vida menos ansiosa e mais produtiva passa diretamente pela calma.

O autor afirma que, com a ansiedade sob controle, construímos um reservatório de energia profundo, capaz de nos abastecer ao longo do dia, e temos mais recursos mentais à nossa disposição, não só para fazer um bom trabalho, como também para viver bem.

2. Gestão da Emoção – 1ª Edição, de Augusto Cury

Em Gestão da emoção, o psiquiatra, psicoterapeuta e pesquisador Augusto Cury ajudará você a identificar o mau uso da emoção e o gasto desnecessário de energia, além de sugerir ferramentas para corrigir a rota. Através de técnicas simples mas impactantes, Cury ensinará a trabalhar melhor a emoção e expandir as habilidades vitais da inteligência.

Ideal para todas as mães que buscam uma obra de desenvolvimento pessoal, e o manejo adequado das emoções.

3. Atenção Plena, de Ellen J. Langer

O que, afinal, é ser plenamente atento? Como a atenção plena pode beneficiar nossa saúde, nosso trabalho e até mesmo ajudar a combater o preconceito e a injustiça social? Esses são alguns dos aspectos abordados nesta obra pela psicóloga social e professora de Harvard, Ellen J. Langer, que estuda mindfulness há mais de 40 anos.

Ao longo do livro, Langer propõe que deixemos de lado as categorias em que nos habituamos a encaixar cada coisa da nossa vida e a ver o mundo de uma nova perspectiva. Por meio de estudos de campo que apresentam a atenção plena na prática, ela fornece valiosos insights que podem ser aplicados no nosso dia a dia.

4. Qual é o seu problema? – 1ª Edição, de Thomas Wendell-Wedellsborg

Por meio deste livro, a leitora aprenderá a encontrar soluções criativas para problemas difíceis no trabalho e na vida pessoal. 

O método proposto pelo autor Thomas Wedell-Wedellsborg ajuda a transformar a maneira com a qual você encara os problemas e também ajuda a encontrar soluções mais criativas, tomando decisões de modo mais inteligente. 

5. Ansiedade – Como enfrentar o mal do século, de Augusto Cury

Em Ansiedade – Como enfrentar o mal do século, o conceituado psiquiatra e psicoterapeuta Augusto Cury apresenta a Síndrome do Pensamento Acelerado (SPA), uma das doenças mais penetrantes da atualidade. 

Ainda pouco conhecida por psicólogos e psicopedagogos, não raro a SPA é confundida com hiperatividade ou transtorno do déficit de atenção. Neste livro, você conhecerá os sintomas e as consequências desse mal, e as técnicas para enfrentá-lo e recuperar sua tranquilidade, emocional e mental.

Esperamos que você tenha gostado deste artigo sobre o Dia das Mães. Agora continue no blog, Conheça a obra de Jonas Duarte e saiba por que ter consciência é ter poder!

Você também pode gostar

Artigos em destaque